Dicas de higiene e limpeza para quem tem pets

Animais de estimação hoje estão em praticamente todos os lares do país. E não apenas em casas: gatos, cães e outros animais de pequeno porte também conquistaram seu lugar dentro de apartamentos e condomínios. Para garantir o bem-estar não só dos nossos amiguinhos, mas de todos que convivem em um mesmo ambiente, é fundamental que a residência esteja sempre limpa e preparada para receber nossos companheiros de quatro patas.

Além desse aconchego, a higienização dos ambientes é essencial para manter a saúde de todos e prevenir doenças. Do ponto de vista do animal, isso livra-o de pulgas e carrapatos. E do ponto de vista do dono, significa menos pelos soltos pela casa, o que evita alergias e doenças como giardíase e toxoplasmose.

O recomendado é efetuar essa limpeza ao menos uma vez por semana em todos os locais do lar em que o animal tem acesso. E quanto maior o número de pets que você tiver em casa, mais frequente e mais pesada deverá ser essa limpeza.

Primeiramente, devemos lembrar que a maioria dos produtos que usamos para limpeza da casa podem ser danosos à saúde do bicho. Desse modo, devemos minimizar os riscos dele entrar em contato com químicos e itens pequenos que podem ser ingeridos. Use diluições menores desses produtos para evitar intoxicações; essas que podem ser identificadas pela incidência de aftas na boca do pet, vômito, alterações neurológicas e coceira.

Atenção com os pelos!

Tudo que puder ficar sujo, ficará. Gatos (especialmente os mais velhos) têm o costume de soltar muitos pelos que depositam-se nas cadeiras, sofás, camas e tapetes. Cachorros também têm épocas de troca de sua pelagem, embora não tão intensas quanto os felinos.

Para atenuar esse problema, mantenha sempre seu animalzinho tosado e, quando possível, bem escovado.

Aos pelos que já estão depositados no chão, evite varrê-los para que não sejam suspensos no ar, o que pode causar não só reações alérgicas aos donos, mas também aos próprios animais.

Por essa razão, um bom mop ou pano de microfibra serão sempre os melhores amigos de um dono de gatos. Excelente também são aspiradores de pó, que limpam o ambiente sem levantar poeira, embora o barulho possa perturbar os animais. Isso evita alergias e outras reações aos narizes dos caninos e felinos, muito mais sensíveis que os humanos.

Outra dica é usar luvas multiuso de borracha. Apenas arrastá-la sobre a superfície a ser limpa é o suficiente para juntar todos os pelos e outras sujeiras que podem estar escondidas de uma só vez. Isso ocorre pela textura da luva, que faz com o pelo fique “grudado”, facilitando a retirada.

Contra os odores e pela saúde do animal

Seja uma caixinha, uma pequena casinha de madeira ou apenas uma forragem no canto de casa, o ambiente em que seu pet dorme também merece cuidados e atenções especiais.

Para evitar pulgas, carrapatos ou apenas um odor característico tomando conta do lugar, limpe o local ao menos uma vez por semana utilizando produtos que não sejam danosos à saúde do bicho. Sabão e detergentes neutros, por exemplo, são uma excelente escolha para isso, já que não possuem fragrâncias fortes que podem incomodá-los, já que possuem o olfato muito mais apurado que o nosso.

Esse detergente também pode ser usado em casa na eliminação de odores do animal. Quem convive muito tempo com um sabe que, com o passar do tempo, deixa-se de notar os cheiros peculiares dentro de casa. Mas acredite: todas as visitas notam logo de primeira!

Utilizar desinfetantes ou álcool, segundo especialistas, também garante a assepsia e a remoção de cheiros. Além de inofensivo à saúde animal, possuem ação germicida e bactericida, sendo uma boa escolha para quem também tem crianças pequenas em casa.

Algumas dicas rápidas

– Para remover a areia da caixinha do gato mais facilmente, enrole-a com uma sacola plástica durante a troca. Isso tornará mais prática a tarefa de despejar a usada na sacola e repor com areia nova;

– Uma maneira eficiente e barata de tirar cheiro de urina do ar é misturando água, bicarbonato, vinagre branco e amaciante dentro de um borrifador e borrifá-lo no local, depois que o mesmo for devidamente desinfetado com algum químico específico para isso;

– Seu cão tem muito bafo? Bote algumas folhas de salsinha na ração dele. Isso fará com que o hálito do cachorro melhore, além de fazer bem para o sistema digestivo;

– Jamais use produtos de limpeza a vapor para retirar urina. O calor faz com que ela penetre nas fibras do tapete ou da madeira;

– Evite usar produtos com base em amônia. O olfato canino entende o cheiro da amônia como muito parecido com o de urina, fazendo seu cão voltar sempre ao mesmo local para fazer suas necessidades;

– Para remover totalmente a urina, primeiro seque-a com um papel toalha. Em seguida, pingue no local afetado algumas gotas de detergente e água morna. Esfregue e enxágue com água limpa, secando logo após. Depois, adicione um terço de copo de vinagre branco com dois terços de água e pulverize sobre a mancha. Por último, passe um pano úmido;

– Algumas raças caninas têm uma “barbicha” de pelos no queixo, fazendo com que cada vez que tomem água, saiam pingando pela casa inteira. Para evitar esse problema, use um “babador” ou uma bandana amarrada no pescoço do animalzinho. Existem bandanas próprias para esse uso, adquiríveis em qualquer pet shop;

– Como mencionamos, uma luva multiuso de borracha é ideal para juntar e remover pelos espalhados pela casa;

– É recomendado banhar seu bicho de estimação a cada 15 dias, independente de ser verão ou inverno. Isso contribui para além da higiene, o bem-estar do seu amiguinho;

– É estimado que cães e gatos possam passar ao menos 100 doenças diferentes para os seres humanos, incluindo a bactéria MRSA. Por essa razão, evite deixar o animalzinho dormir com você na mesma cama. Resistindo a esse impulso, forneça a ele um local confortável e apropriado para que durma sozinho;

– Para acostumar seu cão a fazer as necessidades no lugar certo, leve-o até onde ele deve evacuar logo após se alimentar. Recompense-o com biscoitinhos cada vez que ele fizer corretamente;

– Para limpar o vasilhame dos animais, utilize detergente neutro, demais químicos podem gerar problemas à saúde.

Com essas dicas, sua casa deverá ficar perfumada para humanos e bichos, sendo aconchegante para todos que residem nela. Ressaltamos que devemos cuidar de nossos animais de estimação assim como cuidamos de nós, para garantir sua integridade física, saúde e felicidade no lar em que é acolhido.

Esperamos que essa matéria tenha sido útil!

Fonte: GOEDERT